Deixe 100% funcional seu Nokia 6255 “capado”


Clique sobre a imagem para ampliar a matéria de hoje do Estadão.
Agora a novela do Nokia 6255, dos usuários revoltados com a Vivo, está indo para a grande imprensa. Hoje saiu uma matéria bem detalhada no caderno de informática do Estadão, conforme imagem acima.

Ler Mais »

Deus salve os pessimistas, pois eles inventaram o backup

Fico besta em ver quantos amigos digitais, plugados, antenados ou não, simplesmente ignoram uma atitude que deveria ser tão rotineira quanto escovar os dentes: backup. Não raro encontro alguém (muitos veteranos em tecnologia) choramingando dados perdidos. Backup é que nem camisinha: todo mundo conhece, todo mundo sabe que precisa usar, mas quem usa mesmo…
postado via desktop

Ler Mais »

Mais pedrada

Ahhhh, eu adoro uma polêmica! Viva a discussão, o debate de idéias, independente dos resultados! Que bom que meu blog anda tão bem frequentado. Parabéns a todos que comentam aqui. E que um raio caia na minha cabeça no dia em que eu usar meu blog para contar que “hoje levei meu dógui no banho-e-tosa…”
E como hoje estou me sentindo especialmente masoquista, deu vontade de dizer uma coisa depois de ler os comentários dos 2 posts anteriores: entre “O Capital” e “O Príncipe”, senti muito mais prazer quando li o segundo!
E de lambuja, posto aqui uma historinha para todos se divertirem nesse fim de semana. É raro eu postar aqui textos de terceiros, mas…
postado via pocket pc

Ler Mais »

Perguntar ofende?

Tenho uma dúvida. Sei que estou correndo o risco de ser apedrejada aqui, mas publicarei minha pergunta mesmo assim.
Todos sabem que nosso país é pródigo em piratear propriedade intelectual: software, músicas, filmes etc. E que volta e meia temos campanhas anti-pirataria promovida pelo governo e até por artistas e emissoras.
A dúvida é: não soa estranho ver esse mesmo governo anunciando “descaradmente” a fabricação própria dos medicamentos anti-retrovirais, sem autorização dos laboratórios farmacêutiicos detentores das patentes? Ou seja, pirateando algo que por lei pertence a outro?
postado via pocket pc

LifeDrive: vale a pena?

Com a alcunha de “Mobile Manager”, a palmOne lançou ontem o aguardado LifeDrive, seu novo PDA topo de linha. A pergunta que fica no ar é: será que este PDA pode salvar a empresa do declínio de popularidade e vendas que vem sofrendo?

postado via pocket pc

Ler Mais »

Placar final da partida

TBH 1 x 0 Bia. Fui para o chuveiro.
postado via pocket pc

Estupidez digital

Enfim, depois de adiado várias vezes, sai o anúncio do PC popular. E o governo só financiará se rodar software livre. Isso é bom, mas ainda faltam algumas coisas importantes.
postado via desktop

Ler Mais »

Acácias

Por Adélia Prado
Minha alma quer ver a Deus.
Eu não quero morrer.
Quero amar sem limites
E perdoar a ponto de esquecer-me
Radical, quer dizer pela raiz
O perdão radical gera alegria
Exorciza doenças, mata o medo
Dá poder sobre feras e demônios
Falo. E falo é também membro viril,
Todo léxico é pobre,
Idiomas são pecados;
Poemas, culpas antecipadamente perdoadas
Eis, esta acácia florida gera angústia
Para livrar-me, empenho-me
Em esgotar-lhe a beleza
Beleza importuna,
Magnífica insuficiência,
Porque ainda convoca
O poema perfeito.

postado via desktop

Tigre e champanhe

Uma garrafa de champanhe sacudida fervorosamente não tem seu conteúdo expelido enquanto suas paredes de vidro e sua tampa forem suficientemente fortes para mantê-lo ali.
Hoje lamentei não ser uma garrafa de champanhe. Não sei explicar se minha agitação mental é excessivamente explosiva ou se meu corpo é que é demasiado tênue para abrigá-la. O fato é que tenho um invólucro frágil demais para armazenar um conteúdo tão inapropriado.
Talvez a analogia mais correta não seja com a garrafa de champanhe, mas com um tigre preso numa jaula feita de finas varas de bambu.
postado via pocket pc

Compra fechada

Essa loucura de viagens dessa semana me deixou um caco.
Quarta cheguei no Rio e fui com Cardoso até Bangu, onde fica a sede da empresa que fabrica o equipamento móvel que estou comprando, a Consuldent. Digamos que Bangu seria mais ou menos onde o Judas perdeu as meias!
Depois fomos jantar com mais alguns amigos e nos juntamos ao Insano e ao London e sua esposa. Foi bem divertido. Quinta retornei à Sampa e em Congonhas me juntei a minha mãe, e retornamos à Curitiba. Nem fui para a aula, preferi ficar em casa descansando, desfazendo as malas e aproveitei para gravar o programa da Poppovic.
Hoje atenderei pacientes e fecharei os últimos detalhes da compra do equipamento móvel. Estou bem empolgada.
postado via pocket pc

Página 170 de 226« Primeiro...102030...168169170171172...180190200...Último »
Desenvolvido por Agência WX